Permita-se

 

Permita-se, esvair-se tudo quanto é dor,

E que o mar de flores vire espinhos,

Espete-se, sinta a dor,

Sinta a alma chorar,

Permita-se sentir isso.

 

O vazio é angustiante,

Então permita-se sentir,

Dores, sabores, amores.

Permita-se existir,

Permita-se viver,

Porque de que adianta existir sem viver?

Ou viver sem existir?

 

Permita-se sentir,

Chorar, cantar,  gritar.

Permita-se externar,

Apenas permita-se.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s